top of page

Conto Zen - Buddha - Além da Palavras

Certa vez estava Buddha sentado sob uma árvore, com os seus discípulos reunidos à sua volta esperando que ele iniciasse seu discurso. Em determinado momento, Buddha calmamente inclinou-se e colheu uma flor. Levantou-a à altura de seu rosto e girou-a suavemente. Seus discípulos ficaram espantados e confusos, e murmuraram entre si questionando o sentido daquilo. Dentre eles, apenas Kashyapa entendeu o gesto, sorrindo. Shakyamuni Buddha percebeu que Kashyapa tinha compreendido, e lhe disse:


"O método de Meditação que ensino é ver as coisas como elas são, nada rejeitar e tratar as coisas com alegria, vendo claramente sua face original. Esse Dharma misterioso transcende a linguagem e os princípios racionais. O pensamento lógico não pode ser usado para obter a Compreensão; apenas com a sensibilidade da não-mente alcança-se a Verdade. Vós compreendestes. Por isso, concedo-lhe a partir deste momento o espírito do Dhyana."




89 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

REFLEXO DA LUA NA ÁGUA

Trechos do livro MAYA YOGA de Longchenpa com comentários de Veetshish Om Reflexo da Lua na Água A VISÃO É A PARTE DO ENSINAMENTO QUE APONTA E FAZ RECORDAR A REALIDADE NÃO DUAL DA CLARA LUZ QUE É A NAT

Commentaires


bottom of page