top of page

SOBRE LAGARTA E BORBOLETA *reflexões não duais no dia a dia

SOBRE LAGARTA E BORBOLETA

*reflexões não duais no dia a dia


É assim que fica selada a força da espiritualidade sendo vivida no dia a dia:

Uma circunstância da vida dispara a investigação!!!


A metáfora clássica da lagarta e da borboleta, como toda metáfora, tem seus limites.


Como está no Item 18 do texto (Atman Nirvriti) : ao ver-Me, verá tudo em Mim e Eu em tudo.


Esta é a sabedoria do Sábio.

Velhas ideias de iluminação falam de mudança de estado, e este é um ensinamento para a infância da espiritualidade.

Ninguém vive sempre na infância...

Amadurecimento da compreensão espiritual está associado à compreensão de que qualquer transformação pertence ao tempo, e a despertude é a eternidade, o não-tempo!


Despertar não tem a ver com os afazeres no mundo. Pelo contrário do que esta crença pensa, os afazeres no mundo se tornam enfim luminosos,; livres de apegos, realizamos o que tiver que ser feito com a espontaneidade da própria manifestação.


E o tempo da manifestação é a Senhora Tecelã que sabe (Isvara, ou a lei da manifestação, ou o Programa das aparências).


Para o Atma, intocado pelo tempo, Sempre Presente, revelou um outro olhar: lagarta, borboleta, morte, nascimento, tempo, formas... são mesmo nada mais que o Mistério de Ser.


- Veetshish Om



78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

REFLEXO DA LUA NA ÁGUA

Trechos do livro MAYA YOGA de Longchenpa com comentários de Veetshish Om Reflexo da Lua na Água A VISÃO É A PARTE DO ENSINAMENTO QUE APONTA E FAZ RECORDAR A REALIDADE NÃO DUAL DA CLARA LUZ QUE É A NAT

bottom of page